Bruno Eugênio

Existe uma teoria comprovada por estudos e observações que diz que para se tornar um expert/gênio em alguma coisa são necessárias dez mil horas de trenio. Isso parece muito “simplório” e “exato”: São dez mil horas para você ficar bom e pronto, não se fala mais nisso. Sabe a Serena Williams? Seu pai, determinado a fazer a filha um sucesso, a colocou na escola de tênis desde cedo.
Um cálculo rápido mostra que, treinando quatro horas por dia, em 13 anos praticando quatro horas por dia, duzentos dias por ano, se consegue dez mil e quatrocentas horas. Sucesso.

Isso funciona para negócios? Hoje em dia, não.

Porque? As regras do “jogo” dos negócios mudam muito mais rápido do que as 10400 horas de um aperfeicoamento! Especialmente hoje, com conexões globais, mercados emergindo e caindo… Não dá para simplesmente “ficar praticando até ficar expert”.

No xadrez dá, as regras não mudam faz tempo. No tênis não tem alterações nas regras há uns quarenta anos.

Então, a ideia é que o tempo investido no seu negócio ou ideia seja mensurado pela qualidade e não pela quantidade: Não são horas a fio que farão um negócio decolar ou uma ideia florescer! O que define de fato o sucesso é a qualidade do tempo que você vai dedicar.

Use paixão como combustível, teste suas hipóteses e não tenha medo de aplicar os resultados, até mesmo mudando ou desistindo de uma ideia.

Só não insista no erro ou espere 10000 horas para se tornar o YoYo Ma (o violocelista da foto do post, um dos maiores do mundo!) dos negócios. 

Para saber mais, recomendo o livro “outliers”  (Fora de Série, em Português) do Malcom Gladwell.

comentários

comments

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *