Bruno Eugênio

Olá pessoal! (Sim, está tendo Copa!)

Durante as semanas anteriores me deparei com alguns amigos (e eu mesmo, inclusive) naquele terrível período de “feedback” das empresas. É um mal necessário formalizar estes momentos de reflexão dentro das empresas porém acredito que o melhor retorno é a qualidade do trabalho em si. Enfim, este não é o principal assunto aqui agora e sim algo relacionado ao nosso passado que sempre surge na época dos feedbacks dos mais experientes: O que eu aprendi de melhor no meu primeiro trabalho (ou no trabalho anterior)? É uma pergunta que nem sempre tem respostas certas mas é a partir dela que passamos a moldar nosso comportamento dentro do ambiente de trabalho no qual estamos inseridos. Estes dias, li no Quora uma questão sobre o tema (exatamente sobre o tema, aliás) que resolvi traduzir alguns pensamentos do autor sobre o resumo do post até então:

1.Você não pode evitar as politicas da empresa. Não importa se você é o zelador ou o CEO da sua própria empresa: Sempre haverá políticas.

2. Você nunca terá um trabalho do qual você “não possa sair”. Se você está sendo desrespeitado, explorado ou sub utilizado, SAIA. Você provavelmente vai achar outro trabalho (mesmo este não sendo o melhor, eventualmente).

3.Você aprende ouvindo, não falando. Você vai aprender escutando em vez de falando em quase todos os empregos.

4.SEMPRE procure por outro trabalho. Você não vai carregar sua arma assim que você vê o animal enquanto você está caçando. Você vai carregar enquanto estiver nas árvores, antes. Então porque esperar para procurar outro trabalho apenas quando você realmente precisa?

5.Não conte para seus colegas de trabalho seus projetos/negócios pessoais. A menos que você esteja procurando (ou precisando) que seus assuntos pessoais se tornem assuntos para fofocas de trabalho, deixe os projetos fora do escritório.

6.Se você estiver realmente doente, NÃO VÁ PARA O TRABALHO. Independentemente do que você ouvir, fique em casa e recupere-se. Seus colegas de trabalho não querem (ou não precisam) ficar doentes também.

7. Sempre diga “Obrigado” e “Por favor” quando for necessário. Ninguém gosta de colegas de trabalho ou chefes rudes e grosseiros.

8.Pense antes de falar. Se isso não soar “bem” em sua mente, vai se tornar pior partindo da sua boca.

9. Evite pessoas com atitudes ruins a menos que você precise da ajuda delas. Elas vão apenas deixar você para baixo ou te tornarem egoístas.

10.Lembre-se que um trabalho é um objeto inanimado. Nunca ame seu trabalho, ele nunca vai amar você. Se você tiver que amar alguma coisa, ame o trabalho que você faz, não onde você o faz.

Esses tópicos são reflexivos. Confesso que muitas vezes deixo me levar pelas emoções, pela vontade de mudar algo que me incomoda mas… Só me dei conta e parei para pensar sobre as minhas experiências anteriores tardiamente, depois de ter notado uma coisa que me incomodou: Os pontos desta reflexão podem fazer uma grande diferença no método de como as pessoas o veem dentro de uma corporação e isso pode influenciar diretamente seu feedback. A duras penas, aprendi que ouvir nunca é demais e que as políticas da empresa (as formais e as informais, inclusive) devem ser entendidas. Concordar ou não com elas é outra estória porém isso é assunto para outro post.
Não existe problema algum em olhar o passado e usar a sabedoria para pavimentar os passos e atitudes do presente.

É fácil apagar as pegadas; difícil, porém, é caminhar sem pisar o chão.
– Lao Tse

E você, o que você aprendeu nos seus empregos anteriores?

comentários

comments

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *